19 novembro 2017

20 de novembro - Dia Universal dos Direitos das Crianças


Sabias que cerca de 155 milhões de crianças menores de cinco anos registam atrasos de crescimento devido à fome? E que quase 385 milhões de crianças vivem em extrema pobreza sem acesso a água potável, alimentação, cuidados de saúde básicos e sem acesso à educação? E que cerca de 165 milhões de crianças e adolescentes trabalham em condições de escravidão?

É para transformar esta realidade, criar condições de proteção de todas as crianças e promover os seus direitos que se celebra, no dia 20 de novembro de cada ano, o Dia Universal dos Direitos das Crianças.

Esta data surgiu com a proclamação da Declaração dos Direitos das Crianças pela ONU, em 20 de novembro de 1959. Em 20 de novembro de 1989, este documento alargou-se e os deveres para com as crianças passaram a ser obrigatórios, por lei, na Convenção sobre os Direitos das Crianças. Este documento obriga os governantes e adultos dos 192 países que a assinaram a respeitar os direitos civis, políticos, sociais, económicos e culturais de todas as crianças. 

De uma maneira geral, a Declaração Universal dos Direitos das Crianças, adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos, estabelece os seguintes direitos:




  1. Todas as crianças têm o direito à vida e à liberdade.
  2. Todas as crianças devem ser protegidas da violência doméstica, do tráfico humano e do trabalho infantil.
  3. Todas as crianças são iguais e têm os mesmos direitos, não importa sua cor, raça, sexo, religião, origem social ou nacionalidade.
  4. Todas as crianças devem ser protegidas pela família e pela sociedade.
  5. Todas as crianças têm direito a uma nacionalidade.
  6. Todas as crianças têm direito a alimentação e ao atendimento médico.
  7. As crianças portadoras de dificuldades especiais, físicas ou mentais, têm o direito a educação e cuidados especiais.
  8. Todas as crianças têm direito ao amor e à compreensão dos pais e da sociedade.
  9. Todas as crianças têm direito à educação.
  10. Todas as crianças tem direito de não serem violentadas verbalmente ou serem agredidas pela sociedade.

Conhece o vídeo promocional da UNICEF para do Dia Universal dos Direitos das Crianças
Fontes:
http://observador.pt/2017/09/15/onu-fome-aumentou-novamente-no-mundo-apos-mais-de-dez-anos-a-diminuir/
http://www.dge.mec.pt/noticias/educacao-para-cidadania/dia-universal-dos-direitos-da-crianca-20-de-novembro
http://www.unicef.pt/artigo.php?mid=18101111
http://www.rtp.pt/antena1/os-dias-da-radio/dia-internacional-dos-direitos-das-criancas_9060
https://www.dn.pt/mundo/interior/cerca-de-168-milhoes-de-criancas-trabalham-no-mundo---onu-8557408.html

06 novembro 2017

Personalidade do mês


No mês de novembro destacamos  uma personalidade que muito diz ao  Agrupamento.




Dr. António Joaquim da Costa Matos

O Dr. Costa Matos nasceu em 2 de novembro de 1939, no concelho de Fafe, freguesia de Serafão.
Licenciou-se em História na Universidade de Coimbra e, em 1993, concluiu o curso superior em Gestão Escolar, na Escola Superior de Educação do Porto.
Iniciou a sua carreira como professor de História em 1966 e, depois de percorrer várias escolas, foi colocado na Escola Teixeira Lopes, em 1980, onde foi Presidente do Conselho Executivo durante 22 anos consecutivos.
Acarinhado por todos, foi várias vezes homenageado pela forma exemplar como serviu a Educação.





Quando se aposentou, o Dr. Costa Matos ofereceu à escola um valioso espólio de livros sobre educação que se encontram na biblioteca escolar.








TESTEMUNHOS

Passaram já vinte anos mas parece que foi ontem…
Recordo o presidente profissional e exigente mas, acima de tudo, o homem bom e amigo.
Guardo com estima e saudade, os momentos que trabalhamos juntos.

António Lemos (ex- chefe dos funcionários da Escola Teixeira Lopes)

Eu tive a oportunidade de conhecer o Prof.  Matos na ótica de um menino de 10 anos. Pensava que iria encontrar um homem mau, mas encontrei uma pessoa que nos fazia ver as coisas como elas eram. Conversava com os alunos, funcionários, da mesma forma, educada, respeitosa, mas ao mesmo tempo demonstrava uma grande firmeza nas suas ideias e acima de tudo era um grande líder.
Tive um enorme orgulho em conhecer um grande ser humano, um excelente professor.  
Paulo Cunha, 47 anos, ex-aluno desta Escola
  
Aprendi muito com o nosso Patrono, sobretudo a relação de humanismo, muito peculiar. O nome do Agrupamento e da escola sede, da rua, o livro e as diversas condecorações autárquicas foram justos tributos concedidos a quem merece o melhor, por tudo de positivo que deixou à Educação e ao Ensino. Trata-se de um excelente líder que permanecerá em nós.”
Filinto Lima, diretor do Agrupamento
                                                                     
Não conheço muito bem o Dr. Costa Matos. Vim para esta escola precisamente no ano seguinte à sua aposentação. Nas suas visitas à escola ,depois disso, poucas palavras troquei com ele. Mas pequenos detalhes mostram-nos, muitas vezes, a grandeza dos homens, mais do que os seus discursos. A sua postura simples, a voz calma e afável, o sorriso fácil e o espólio bibliográfico que doou ao agrupamento confirmam tudo aquilo que sempre me disseram sobre este grande senhor: homem culto, exigente e firme, mas também amigo e humano.


Helena Silva, professora bibliotecária


05 novembro 2017

Hora do conto

 A surpresa de Handa,  de Eileen Browne




Ao longo do mês de outubro, as crianças da educação pré-escolar do Agrupamento ouviram e participaram na história da pequenina Handa que queria surpreender a sua amiga levando-lhe fruta.






 Com a ajuda de fantoches recontaram  a história.



 


 
E provaram a fruta favorita de Akeyo:tangerinas




Encontro intergeracional de outubro

Mais uma vez os alunos do 4ª  C e os utentes do lar Almeida Costa se encontraram para passar uma tarde divertida.
 Alguns utentes do lar apresentaram uma desfolhada  explicando como tudo se processava para tirar a capela às espigas, as cantigas que cantavam e o beijinho que teriam de dar caso descapelassem um milho-rei.







 Por sua vez, os alunos apresentaram uma dramatização de “O nabo gigante” numa versão de Alexis Tolstoi, evideciando a moral que esta hsitória contém: todos somos necessários, mesmo os mais pequeninos






No fim ainda puderam jogar as damas e xadrez com alguns utentes do lar. 


04 novembro 2017

Encontro intergeracional na escola sede

No dia 30 de outubro alguns utentes do lar Almeida Costa, da Santa Casa da Misericórdia, ofereceram a sua sabedoria aos alunos do 5.ºC com a representação da lenda do Milagre das Rosas, no auditório da escola sede.




 Fruto da parceria, já de longa data, com a Escola Básica das Devesas, este grupo repetiu  esta dramatização já apresentada aos alunos do 3.ºC, em junho do ano letivo passado. Também estes alunos, agora 4.ºC,  da professora Luísa Fontes quiseram estar presentes, bem como alguns alunos da educação especial.



Foi um momento de grande valor educativo com a patilha de vivências entre gerações.

24 outubro 2017

23 de outubro - Dia Da Biblioteca Escolar


O Dia da Biblioteca Escolar foi um dia especial. Além da leitura de textos alusivos a diferentes comunidades e culturas em todas as turmas, recebemos a visita de alguns encarregados de educação, Voluntários de Leitura, que apresentaram o conto "Os três cosmonautas", de Umberto Eco e EugenioCarmi.
Para comemorar este dia contamos ainda com a colaboração dos alunos de nacionalidades diversas que nos trouxeram objetos representativos dos seus países de origem com os quais realizamos uma pequena exposição.










16 outubro 2017

Dia Mundial da Alimentação na Biblioteca

Hoje é o Dia Mundial da Alimentação. A comemoração deste dia teve início em 1981 e é celebrada em mais de 150 países como uma importante data para consciencializar a opinião pública sobre questões relacionadas com a nutrição e alimentação.
Esta data corresponde também à fundação da FAO (Food and Agriculture Organization), Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura.

.https://pt.wikipedia.org/wiki/Dia_Mundial_da_Alimenta%C3%A7%C3%A3o